ou


NOTÍCIAS

5 dicas para prevenir-se de doenças cardiovasculares

  • O Dia Nacional de Combate ao Colesterol, 8 de agosto, tem como objetivo conscientizar e prevenir doenças cardiovasculares.
  • De acordo com a OMS, as doenças cardiovasculares representam a principal causa de mortes no mundo 1.
  • Controlar os níveis de colesterol pode reduzir os riscos de doenças cardiovasculares, como derrame e infarto

  

O colesterol é um componente necessário para o funcionamento do organismo. Ele é parte constituinte das membranas celulares, é matéria-prima para a produção dos hormônios esteroides e da vitamina D. No entanto, deve estar na medida certa. O colesterol “ruim”, chamado de LDL, quando em excesso, pode se acumular nas paredes internas dos vasos sanguíneos originando a aterosclerose.

 

Infartos do coração e acidentes vasculares cerebrais (AVC), geralmente, são causados por uma obstrução que impede que o sangue flua para estes órgãos. O Dia Nacional de Combate ao Colesterol, 8 de agosto, foi instituído para conscientizar e prevenir doenças cardiovasculares, como infarto, AVC e doença arterial periférica.

 

Segundo a Organização Mundial da Saúde, essas enfermidades representam a principal causa de morte no mundo1. Vale lembrar que a maioria delas pode ser prevenida e o primeiro passo é manter os níveis de colesterol sob controle.

 

O endocrinologista Daniel Freire, gerente de assuntos médicos da Sandoz, uma empresa que está entre os líderes globais em medicamentos genéricos e biossimilares, alerta que cuidados simples são fundamentais. Veja abaixo algumas dicas para reduzir o risco de doença cardiovascular2:

1. Boa alimentação

Evite alimentos com altas taxas de gorduras saturada, como a gordura de origem animal. Faça substituições inteligentes, escolhendo alimentos ricos em vitaminas, minerais e fibras e com baixa taxa calórica. Na prática, privilegie verduras, frutas, cereais integrais, produtos lácteos com baixo teor de gordura, aves, peixes, óleos vegetais e castanhas, e evite açúcares, bebidas adoçadas e carne vermelha.

 

2. Pratique exercícios físicos
Seja fisicamente ativo sempre. Pesquisas indicam que de 3 a 4 sessões por semana de exercícios, com duração de pelo menos 40 minutos por sessão, têm efeito benéfico sobre os níveis de colesterol, pressão arterial e ainda ajudam a manter o peso dentro do recomendado.

 

3. Visite o médico de acordo com as recomendações
A correria do dia a dia não pode ser uma desculpa. Visitar o médico para checar como anda a saúde é primordial. É comum que o especialista peça um exame de sangue para monitorar as taxas de colesterol e de suas frações – HDL (o “colesterol bom”), LDL (o “colesterol ruim”) e os triglicerídeos.

 

4. Pare de fumar
Se você fuma, pare agora. Se algum conhecido fuma, encoraje-o a parar. Os componentes do cigarro danificam a camada interna dos vasos, predispondo à aterosclerose e à doença cardiovascular, além de causarem outras enfermidades graves como diversos tipos de câncer e doenças respiratórias.

 

5. Reduza o estresse
Mais pesquisa é necessária para determinar como o estresse contribui para o risco cardiovascular. O que sabemos é que o estresse pode alterar comportamentos e fatores que aumentam o risco. Por exemplo, algumas pessoas podem optar por consumir mais álcool ou fumar para aliviar o estresse, causando aumento da pressão arterial e dano às artérias.

 

Referências:

  1. Organização Pan-Americana da Saúde; [acessado em 26 jul 2018]. Disponível em: https://www.paho.org
  2. Lifestyle Changes for Heart Attack Prevention. American Heart Association [acessado em 2 ago 2018]. Dispoível em www.heart.org
 
Autor : Cecília Arra
Fonte : guiasaudero.com.br










 

 

 

Desenvolvimento :